Índice

 

Centro de Arqueologia Annette Laming Emperaire

 

Fachada do Centro de Arqueologia Annette Laming Emperaire - CAALE
(Fachada do Centro de Arqueologia Annette Laming Emperaire - CAALE)

 

O Centro de Arqueologia Annette Laming Emperaire foi criado no ano de 1983 através de Lei municipal pela Prefeitura de Lagoa Santa. Seu nome é uma homenagem a pesquisadora francesa Annette Laming Emperaire, que coordenou na Década de 70 as pesquisas da Missão Franco Brasileira na região arqueológica de Lagoa Santa. Essa missão representou um marco na arqueologia Brasileira, devido a importantes pesquisas realizadas na região de Lagoa santa e Serra do Cipó. Notabiliza-se nessa pesquisa o achado de um crânio humano feminino datado posteriormente em 11.500 anos, que ficaria conhecido como “Luzia”, um dos fósseis mais antigos da América.

Desde sua criação o CAALE desenvolve uma política de proteção e divulgação do patrimônio arqueológico regional, que envolve além da salvaguarda, a extroversão do material em exposições e demais atividades voltadas para a divulgação e educação patrimonial.

A instituição conta com a Reserva Técnica Professor Heinz Charles Kohler, onde faz a salvaguarda de material arqueológico procedente de pesquisas no Estado de Minas Gerais. Disponibilizando seu acervo para  pesquisadores, e divulgando o mesmo através de publicações científicas e exposições. Dispõe de uma exposição permanente, e atende a demandas para realizar exposições itinerantes e palestras a nível regional. O CAALE se consolidou como um local voltado para divulgação e preservação da arqueologia e história regional.  O acervo da instituição é significativo, disponibilizando uma experiência de conhecimento enriquecedora, voltada para compreensão e reflexão em torno da história recente e das antigas ocupações humanas na região arqueológica de Lagoa Santa.

Endereço: Rua Acadêmico Nilo Figueiredo, 62 - Centro (próximo à padaria Florença).
Horário de visitação: Segunda a Sexta de 12:00 às 17:00 horas.
Telefone: (31) 3681-8755
Entrada franca.