O transporte escolar prestado por vans e microônibus é essencial em qualquer cidade e para total segurança dos passageiros é necessário que os veículos estejam em dia com as revisões, documentações e, principalmente, passar por fiscalizações enquadrando-se dentro das normas.

 

alt

 

No final de março, a Translago realizou reunião com os permissionários do transporte escolar na cidade para apresentar o novo modelo de ação do departamento e ouvir dos prestadores deste tipo de serviço as suas reivindicações.

 

De acordo com o diretor da Translago, Roberto Félix, uma das principais mudanças será em relação emissão de alvarás para o transporte escolar. “Vamos determinar a data de retirada do alvará de circulação que é um documento obrigatório, uma vez que muitos motoristas sequer buscam o documento no departamento”, explicou.

 

O diretor também disse que vai discutir todas as rotas, pois alguns bairros, por serem mais distantes, ficam sem o atendimento. Félix também afirmou que a fiscalização dos veículos será retomada como forma de coibir o transporte clandestino.

 

Já os motoristas do transporte escolar que compareceram a reunião, cobraram aumento da fiscalização, novas faixas de pedestres e o aumento de faixas de embarque e desembarque de passageiros em frente às escolas.

 

Finalizando a reunião, o diretor da Translago enfatizou que todo o trabalho de fiscalização será realizado em parceria com Polícia Militar e que a categoria poderá contar com o departamento para que o serviço seja realizado da melhor forma possível.