O momento requer cuidado. Muito se especula sobre as consequências econômicas pós COVID-19, mas o cenário é obscuro para todos. O que é real, são os efeitos práticos que já podem ser observados ao nosso redor: pessoas e empresas com dificuldades financeiras e aumento das demissões.

As dúvidas e incertezas só aumentam, por isso, preparamos um resumo das condições para que as pessoas recebam o auxílio financeiro emergencial do Governo Federal no valor de R$ 600,00.

Requisitos obrigatórios: 

  • Maior de 18 anos;
  • Sem emprego formal;
  • Sem benefício assistencial ou previdenciário;
  • Sem Seguro Desemprego;
  • Sem Programa de Transferência de Renda Federal (exceto Bolsa Família);
  • Que tenha recebido rendimentos tributáveis até R$ 28.559,70 em 2018;
  • Renda Familiar de até R$ 522,50, por pessoa, ou Renda Mensal Familiar Total de até R$ 3.135,00.

Quem tem direito ao benefício:

  • Microempreendedor Individual (MEI)
  • Contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social
  • Trabalhador informal inscrito no CadÚnico
  • Trabalhador informal não inscrito no CadÚnico (necessário fazer a autodeclaração)

Importante:

As pessoas que já estão cadastradas no Cadastro Único (CadUnico), ou recebem o benefício Bolsa Família, receberão automaticamente, sem precisar se cadastrar

O auxílio emergencial vai substituir o benefício da Bolsa Família nas situações em que este for mais vantajoso.

O pagamento do auxílio terá início no dia 16 de abril (quinta-feira).

 

O cadastro já pode ser feito nos canais oficiais do governo: 

📲 App Store: https://t.co/MRGNTUnK86

📲 Google Play: https://t.co/L3BlNitJgE

🔗 https://t.co/Y0t92beetE

📞 111

 

BannerSite AuxilioEmergencial2