Foi realizada na manhã desta terça-feira, 22 de julho, a visita às obras de estabilização realizadas nas capelas de Nossa Senhora do Rosário, no Centro, Nossa Senhora da Conceição, no Morro do Cruzeiro e de Sant'Ana, em Fidalgo. Esta é a primeira fase das obras que consistem na recuperação das estruturas de sustentação das construções que se encontravam abaladas pelas constantes intervenções realizadas sem os devidos estudos e trabalhos técnicos.


Participaram desta visita representantes do Executivo, Legislativo, entidades e associações. Todos conheceram de perto os trabalhos e investimentos realizados para a recuperação das capelas bem como os projetos que serão e estão sendo executados para o início da restauração artística das construções.


Segundo o Prefeito Dr. Fernando, a administração municipal está empenhada para que as obras sigam fielmente o processo empregado quando da construção das capelas conferindo a originalidade e resgatando seu verdadeiro valor histórico e cultural das capelas. “Aquele que não tem passado, não tem futuro,” finalizou.


O diretor da Associação Comunitária Anjo, Joá e adjacências, Cláudio Ferreira, acredita que "as obras representam o resgate da memória da cidade um legado para as futuras gerações". Como representante da Associação, Ferreira fez questão de acompanhar a visita e conhecer o trabalho de estabilização.

 


Processo de Estabilização

 Todo o trabalho de estabilização foi realizado pela Prefeitura de Lagoa Santa em parceria com a Fundação de Arte de Ouro Preto (FAOP) que respeitou fielmente o modelo utilizado para a construção das capelas há cerca de 160 anos. O material utilizado como, tijolos, assoalhos, as paredes de adobe e telhas seguiram a mesma linha dos originais empregados durante a construção das capelas.    

 

Para o Vereador Eduardo Faria as "obras estão maravilhosas e ajudam a defender a história da nossa cidade". Já o Vereador Quintino disse estar feliz com a iniciativa da Prefeitura, pois "já era hora de alguém fazer algo pela preservação desses patrimônios. Por fim, o Vereador Juninho Fagundes concluiu que "as obras são de extrema importância para da nossa cultura e representam uma demonstração de amor pela cidade".

 

De acordo com a chefe de Políticas Culturais e Patrimônio Histórico da Prefeitura, Thelma Palha, a segunda fase será a de início de restauração. Fase mais demorada que envolve a utilização de trabalhos técnicos específicos que seguem normas internacionais e um maior aporte de recursos financeiros. Recursos que já estão sendo pleiteados pela Secretaria de Bem Estar Social, através da Diretoria de Turismo e Cultura, disse. 

 

Confira a galeria de fotos: