A Prefeitura promove a 1ª Conferência Municipal de Políticas sobre Drogas que será organizada pela Secretaria Municipal de Saúde com apoio da Rede de Atenção Psicossocial, do Colegiado Municipal de Saúde Mental e da Diretoria Municipal de Desenvolvimento Social, no dia 28, quinta-feira.

Leia mais...

Janeiro é um mês dedicado à saúde mental. Campanhas espalhadas por todo o país abordam o assunto de diversas maneiras. Lagoa Santa escolheu trabalhar a temática “Acolhimento para além do CAPS” no primeiro Seminário de Saúde Mental, que acontece no dia 25 de janeiro, a partir das 8h, no auditório da Escola Municipal Dr. Lund.

O encontro reunirá profissionais e familiares com objetivo de fortalecer a rede de suporte às pessoas em tratamento por algum tipo de sofrimento mental. Buscando o cuidado para além dos equipamentos de saúde por compreender que a pessoa está inserida dentro de uma história, cultura e vida social.

Veja a programação:

Abertura: Secretário de Saúde do Município de Lagoa Santa

9h às 9h40 - Acolhimento na saúde mental: a chegada do paciente - Celso Renato da Silva

9h50 às 1030 - O paciente em crise: como manejar - Bernardo Vieira Goulart de Souza

10h40 às 11h20 - De quem é este paciente? Uma conversa entre instituições. - Juliana Mota Meirelles

11h20 às 12h00 - Perguntas e discussão

13h00 às 13h15 - Dinâmica com educador físico

13h20 às 14h00 - Rompimento de vínculos familiares, sociais e de tratamento : o que temos a ver com isso? Tatiana Goulart

14h às 14h30 - Perguntas e discussão

14h30 às 15h30 - Roda de conversa: Práticas da Saúde Mental no Município

15h30 às 16h00 – Encerramento

A Portaria nº 002/2019 da Secretaria Municipal de Saúde promove a participação dos profissionais da Saúde interessados no processo de atualização da Relação Municipal de Medicamentos Essenciais (REMUME) de Lagoa Santa.

As propostas de inclusão, exclusão ou substituição dos medicamentos disponíveis na Rede Municipal de Saúde serão analisadas por uma comissão técnica que produzirá um relatório conclusivo para validação na Comissão Permanente de Farmacoterapêutica, que na sequência homologará uma nova relação revisada e atualizada de medicamentos.

Acesse o link: https://goo.gl/NfsofD até o dia 08/02/19 e dê a sua contribuição.

OUVIDORIA SAÚDE

Para melhorar ainda mais os cuidados com a população, disponibilizamos um canal de participação e acolhimento, onde qualquer pessoa pode colaborar com o aperfeiçoamento da qualidade e da eficácia das ações e serviços prestados pelo SUS. A Ouvidoria Municipal do SUS recebe e responde em até 7 dias úteis reclamações, denúncias, sugestões, elogios e demais manifestações dos cidadãos quanto aos serviços e atendimentos prestados pelo SUS. Disponibilizamos os seguintes canais:

  • Internet - Formulário web no link: http://ouvprod02.saude.gov.br/ouvidor/CadastroDemandaPortal.do ou email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Telefone: 136 (Disque Saúde - ligação gratuita) ou 3688-1378.

O Disque Saúde 136 funciona 24 horas; de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 20h, e aos sábados, das 8h às 18h, o cidadão pode falar diretamente com o atendente. Fora desses horários, as informações são disponibilizadas pela Unidade de Resposta Audível (URA), com informações gravadas.

  • Atendimento presencial – no Centro Administrativo da Prefeitura de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 11h e 13h às 16h.

 

Quando procurar a Ouvidoria do SUS?

A manifestação deve ser registrada sempre que o cidadão:

  • Solicitar assistência (Ex: consultas, atendimentos, tratamentos, exames, medicamentos);
  • Relatar uma insatisfação (Ex: insatisfação com algum profissional de saúde, demora no atendimento, falta de material na unidade de saúde, falta de medicamento, etc.);
  • Denunciar uma irregularidade (Ex: não cumprimento de carga horária pelo profissional de saúde, cobrança por procedimentos cobertos pelo SUS, negligência médica, etc.);
  • Obter uma instrução, orientação, esclarecimento ou ensinamento relacionado à saúde (Ex: funcionamento do SUS, como conseguir medicamentos pelo SUS, Sistema de Regulação, etc.);
  • Registrar elogios e/ou sugestões relacionados à saúde (Ex: elogiar o atendimento recebido / o profissional que o atendeu, sugerir a Inclusão de medicamento no SUS / contratação de profissionais, etc.).

Fonte: Ministério da Saúde

 

OuvidoriaSaude

Em recente pesquisa, 66,7% das pessoas ouvidas, em Lagoa Santa, apontaram a saúde como o maior problema enfrentado pela população. A preocupação com a saúde pública é uma questão urgente e emergente, não só aqui, mas em todo o país. O Sistema Único de Saúde é estruturado na forma tripartite, ou seja, são os recursos das três esferas: federal, estadual e municipal que bancam todas os serviços ofertados pela política de saúde pública.

Os repasses do governo estadual que não estão sendo feitos, ajudariam a impulsionar o orçamento na área, ampliando as ações de promoção, prevenção e atenção à saúde. Além de contribuir para minimizar as reclamações pontuais relacionadas à demora no atendimento que, infelizmente, fazem parte de uma realidade que não é apenas local, mas que decorre de um contexto sistêmico. Mas, afinal o que é preciso fazer para melhorar a saúde em Lagoa Santa?

A administração pública municipal está ciente dos problemas enfrentados pelo Sistema Único de Saúde e por isso, ultrapassa os investimentos previstos pela legislação brasileira que determina um investimento mínimo de 15% em saúde, e chegou a aplicar 23% de todos os seus recursos em 2017.

O resultado disso já pode ser sentido no cotidiano das pessoas que, em sua grande maioria, acredita ter sido a mudança de gestão fator decisivo para esta reviravolta na saúde. A reestruturação da unidade hospitalar, bem como a implantação de novos postos de atendimento são exemplos de questões superadas com o empenho e esforço da atual gestão.

Além disso, outras intervenções estruturais foram necessárias para trazer a tona as transformações que conduziram aos resultados atuais, como a descentralização dos serviços, a criação de um centro de especialidades para direcionamento do acolhimento integral e recomposição do quadro de colaboradores.

Na avaliação, a conclusão é clara, quem usa o SUS em Lagoa Santa aprova. Segundo dados da mesma pesquisa, 92% observam positivamente o atendimento da saúde como um todo no município. E tem mais, percepções como rapidez no primeiro atendimento, qualidade das instalações, educação dos funcionários e atendimento médico são pontos altos na visão de quem usou.

Fato é que 83% das pessoas que recentemente usaram os serviços do SUS em Lagoa Santa aprovam. Cuidar é realizar a cidade possível.

OUVIDORIA SAÚDE

Para melhorar ainda mais os cuidados com a população, disponibilizamos um canal de participação e acolhimento, onde qualquer pessoa pode colaborar com o aperfeiçoamento da qualidade e da eficácia das ações e serviços prestados pelo SUS. A Ouvidoria da Saúde recebe e responde em até 7 dias úteis, denúncias, reclamações, críticas, sugestões e elogios através do telefone: 3688-1376,  email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou link:  https://goo.gl/XJwSM1 

Cartaz02 Saude A3

 

Cartaz01 Saude A3