A Prefeitura de Lagoa Santa vai realizar no domingo, 14/6, a solenidade em comemoração aos 214 anos de nascimento de Peter Wilhelm Lund e, como parte das comemorações, será realizada a entrega da Medalha Lund aos cidadãos que contribuíram para o desenvolvimento da cidade.

 

O evento contará com a presença do grupamento de honra da Polícia Militar de Minas Gerais, os Dragões da Inconfidência e a apresentação da Big Band da Universidade Estadual de Minas Gerais – UEMG, regida pelo maestro Ivan Júnior.

A cerimônia ocorre anualmente, e, este ano, vai homenagear 17 cidadãos que se destacaram na política, na ciência, na educação, nos projetos de responsabilidade social e nas áreas voltadas para o turismo e a cultura.

Entre os homenageados estão: George Hilton, ministro do Esporte; Márcio Doti, jornalista; Ângelo Oswaldo, Secretário de Estado de Cultura; Miguel Corrêa, Secretário de Estado de Ciência e Tecnologia, e Magda Becker Soares, professora Emérita da UFMG.

Pela primeira vez na história da medalha a solenidade acontecerá na Praça Dr. Lund. O evento será aberto ao público.

Há 13 mil anos, o homem já ocupava cavernas em Lagoa Santa, Minas Gerais. Uma das maiores concentrações de fósseis humanos das Américas. O primeiro a registrar as marcas da presença do homem e animais extintos há milhares de anos foi o dinamarquês, Peter Lund.  Na primeira metade do século XIX, Dr. Lund fez descobertas reveladoras. No sumidouro, uma caverna subterrânea, que na estação das chuvas transborda, formando um lago, Peter Lund encontrou fósseis humanos e de animais extintos como a preguiça gigante, o tigre-dente-de-sabre e o xenorrinotério, um parente do cavalo com nariz estranho. 

Um século e meio depois, nos anos 70, o professor André Prous era um jovem pesquisador da missão francesa que veio estudar a região. Em uma fenda, foram encontrados ossos humanos. Primeiro, partes do corpo e um ano depois, o crânio. Era uma mulher foi enterrada no local há 13 mil anos. Essa mulher ficou conhecida como Luzia, a primeira brasileira.

Luzia ganhou fama internacional e segundo Walter Neves, pesquisador da USP, que estudou o fóssil, ela faz parte da primeira população humana que entrou no continente americano. Ainda de acordo com as pesquisas, a população mais antiga, o povo de Luzia, teria atravessado o Estreito de Bering, há 14 mil anos, e foi descendo pelo Alasca, até chegar ao Brasil. Há 11 mil anos, veio outra leva, a dos ancestrais dos índios atuais.

Além do governador Fernando Pimentel, várias autoridades do mundo oficial e da sociedade civil foram convidadas para o evento, que terá início às 9 horas da manhã, no Memorial Lund, rua Caiçara S/N- bairro Brant. Na sequência, a cerimônia de entrega da Medalha será realizada na Praça Dr. Lund, no centro de Lagoa Santa.