Nesta segunda, 11/12, a Prefeitura de Lagoa Santa por meio da Secretaria de Bem Estar Social e Diretoria de Desenvolvimento Social, realizou a entrega de certificados a 95 alunos dos Centros Tecnológicos de Capacitação (CTC) nos cursos de Informática Básica, Edição de Imagem e Vídeo, Introdução: Word e Internet, Digitação e Segurança na era digital.


No mesmo evento, aconteceu também a entrega dos certificados do curso de capacitação de Lousa Digital, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, para professores, pedagogos e servidores da rede municipal de ensino.


O Secretário de Bem Estar Social, Gilson Urbano, deixou uma mensagem de incentivo aos alunos sobre a importância da formação continuada e do desenvolvimento de habilidades para a o futuro. Para ele, “capacitação e educação são a chave para o sucesso profissional”.


Nesta gestão, “trabalha-se para que as ações sejam de fato planejadas e os investimentos sejam gastos de maneira eficiente com redução de custos de forma a garantir uma integração de projetos e o desenvolvimento profissional de nossa população, isto é, mais pessoas empregadas na cidade”, enfatiza Gilson Urbano.


O Centro Tecnológico de Capacitação (CTC) tem por objetivo promover, fortalecer e difundir o desenvolvimento social sendo uma importante ferramenta de integração da sociedade na era digital. Os Centros Tecnológicos de Capacitação estão localizados nos bairros Ovídeo Guerra, Visão e Lapinha. Os cursos realizados são oferecidos de forma gratuita e acessível e trabalha em parceria com a Universidade Aberta e Integrada de Minas Gerais – Uaitec.

 

IMG 8200.1IMG 8210.1

IMG 8219.1

IMG 8214.1

IMG 8222.1

IMG 8226.1

IMG 8232.1

 

A Prefeitura de Lagoa Santa por meio da Secretaria de Bem Estar Social e Diretoria de Turismo e Cultura convoca representantes do Terceiro Setor, Associação de Moradores e Cooperativa de Táxi para compor o Conselho Municipal de Turismo de Lagoa Santa (COMTUR) conforme Chamamento Público: 

A Prefeitura Municipal de Lagoa Santa por meio da atuação da Diretoria de Turismo e Cultura com a aprovação do Conselho Municipal de Cultura e Patrimônio Histórico (COMCEPH) realizou a atualização do inventário do patrimônio histórico do município. Uma das várias etapas dos trabalhos que estão sendo desenvolvidos pelo Departamento de Políticas Culturais e Patrimônio Histórico, dentro do programa do ICMS cultural. O programa consiste em conceder uma pontuação aos municípios que fazem investimentos em ações voltadas para a valorização do patrimônio histórico e cultural, que são analisadas pelo IEPHA (Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico) e revertidas através de uma verba mensal que é destinada aos municípios para o investimento em ações de valorização, promoção e divulgação do patrimônio histórico e cultural. Este ano foram atualizadas as fichas relacionadas aos seguintes bens: : 1 - Rua Aleomar Baleeiro 302, 2 - Rua João XXIII 188 (edificação demolida), 3 - Rua João XXIII 218, 4 - Rua João XXIII 280, 5 - Rua Pinto Alves 54 e 56, 6 - Rua Pinto Alves 57. Para o próximo ano, novos bens serão atualizados, se acordo com cronograma a ser estabelecido pela Diretoria de Turismo e Cultura e aprovação do COMCEPH.

O Prefeito Rogério Avelar, juntamente com outros prefeitos da região do Vetor Norte, tem trabalhado fortemente para buscar soluções efetivas para a revogação da Portaria nº 911 de 24/10/2017 do Ministério do Transportes, Portos e Aviação Civil que transfere parte dos voos domésticos e de longa distância para o Aeroporto Carlos Drummond de Andrade na Pampulha.

A notícia chegou como uma bomba para os prefeitos, entidades empresariais e comunitárias da região do Vetor Norte e região metropolitana da capital mineira. Isso porque a volta dos voos para o Aeroporto da Pampulha causará prejuízos financeiros, econômicos e sociais, além de representar um retrocesso no processo de crescimento que vem marcando toda região desde 2013 quando foi assinado o contrato de concessão entre o Governo Federal e a BH Airport no valor de 800 (oitocentos) milhões de reais.

Diversas reuniões e articulações já foram realizadas, em novembro, encabeçada pelo Prefeito de Lagoa Santa, Rogério Avelar, no sentido de impedir que os voos voltem definitivamente para o Aeroporto da Pampulha. Elas aconteceram na Assembléia Legislativa, na ACMinas, na Câmara dos Deputados Federais e teve seu ápice após visita no Senado Federal quando a proposta recebeu grande apoio e repercussão dos senadores.

O Senador Antônio Anastasia pediu ao Tribunal de Contas da União (TCU) a anulação dos efeitos da portaria do Ministério dos Transportes que autorizou o retorno de voos comerciais de aviões de grande porte do aeroporto da Pampulha, localizado na zona norte da capital mineira.

Na representação em que pede a anulação do ato, o senador classifica a volta dos voos de grande porte para o aeroporto como “um equívoco”. De acordo com o documento, “beira o constrangimento a diferença” entre a portaria que limitou os voos e a que posteriormente autorizou e que nem sequer apresenta “outra motivação que não seja a competência do ministro para editar o ato”. Segundo ele, não há na portaria que autoriza a volta dos voos nenhuma justificativa técnica ou econômica.

Vejam os argumentos que foram usados em defesa da revogação que autoriza o retorno dos voos ao Aeroporto da Pampulha:

  • Ampliação da capacidade operacional do Aeroporto Internacional para 22 (vinte e dois) milhões de passageiros/ano;
  • O Aeroporto da Pampulha não recebeu nenhum investimento significativo nos últimos anos;
  • A ampliação das operações no Aeroporto Internacional contribui para o aumento da competitividade das companhias aéreas, melhoria da conectividade e abertura de novos voos internacionais e internacionalização de toda a região metropolitana de Belo Horizonte, fortalecendo o Turismo de Lazer e de Negócios, a economia de Minas Gerais e estabelecer uma concorrência positiva com os aeroportos de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília;
  • A transferência dos voos causará o aumento dos preços das passagens aéreas para os principais destinos do Brasil;
  • A operação no Aeroporto Internacional gera receitas para os entes públicos municipais devido à arrecadação de impostos, além de gerar inúmeros postos de trabalho em toda a região norte metropolitana de Belo Horizonte, trazendo, dessa forma, benefícios para milhares de cidadãos e para a economia regional;
  • O entorno do Aeroporto da Pampulha é patrimônio histórico cultural da humanidade, densamente povoado, e que, nesse cenário, a decisão traz prejuízos ao patrimônio cultural mundialmente protegido e sérios transtornos para milhares de moradores localizados em seu entorno;
  • A decisão do Governo Federal traz riscos de comprometimento à credibilidade regulatória do País e à segurança jurídica e econômica dos contratos de concessão, sem as quais poderá resultar no comprometimento da execução contratual e a garantia da efetiva satisfação do interesse público.

Veja algumas matérias que sairam na Imprensa sobre o assunto:

BH Airport ameaça recorrer à Justiça contra voos na Pampulha

https://goo.gl/8LUEhj

Concessionária de Confins move ação no STJ contra ampliação de voos na Pampulha

https://goo.gl/KFgJqB

Prefeitos do entorno de Confins querem compensação para transferência de voos para Pampulha

https://goo.gl/2AXoSu

PBH discute medidas para retomada de voos da Pampulha

https://goo.gl/DKtxjs

 

1

Foto: ACMInas

 

ACMinas 2

 Foto: Ascom Lagoa Santa

Diário do Comércio

Foto: Diário do Comércio

 

Solidariedade. Palavra que simboliza o espírito natalino. Fonte de inspiração da campanha “Papai Noel de verdade” criada pela Prefeitura de Lagoa Santa para 2017. Solidariedade é amor em forma de ação.

Papai Noel existe porque tem quem acredite que transformar desejos em realidade é colocar na prática a generosidade e o amor. As crianças são estimuladas a enviar cartas ao “bom velhinho” com pedidos de presentes de Natal. Nosso objetivo este ano é dobrar o número de cartas apadrinhadas em Lagoa Santa, de 700 para 1500 crianças que frequentam escolas da rede municipal e esperam ter seus desejos realizados nesta época.

A estratégia para tornar isso possível é trabalhar em parceria com a campanha “Papai Noel dos Correios”, aproveitando sua logística. As tradicionais cartas para o Papai Noel, escritas por nossas crianças, já estão disponíveis nos correios para serem adotadas pela comunidade, empresas e assim, criar uma corrente de solidariedade.

É a primeira vez que a Prefeitura de Lagoa Santa desenvolve uma campanha de Natal em parceria com a Câmara Municipal. A iniciativa também é uma oportunidade de ampliar a cooperação entre a Associação Comercial e Empresarial e Câmara de Dirigentes Lojistas de Lagoa Santa. E assim, angariar o apoio de várias pessoas e instituições para a ação dos Correios, com o objetivo que todas as crianças sejam atendidas. Este ano, a entrega dos presentes doados será feita nas escolas pelos Correios.

O envolvimento é de todos nessa corrente de amor e solidariedade. Os servidores da Prefeitura e da Câmara Municipal também participarão. É muito simples participar, basta adotar uma cartinha. Você pode adotar quantas cartas quiser! Realize o sonho de uma criança. Seja um Papai Noel de verdade!

Em Lagoa Santa, veja o ponto de adoção e entrega de presentes:

Agência Correios
Av. Acadêmico Nilo Figueiredo, 2049 - Joana D´Arc
(31) 3681-2708

Página 1 de 4