A Prefeitura de Lagoa Santa por meio da Secretaria Municipal de Saúde pactuou com a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais a realização de 600 exames de mamografia.

Os exames serão feitos na Unidade Móvel de Mamografia, durante o período de 11 a 21 de dezembro de 2017, no horário de 8h às 17h e está estacionada na Avenida Júlio Clóvis de Lacerda (próximo ao poliesportivo).

Serão atendidas mulheres que foram agendadas pelas Unidades de Saúde da Família (USF) baseadas no critério da idade conforme preconiza a Organização Mundial da Saúde (OMS) em relação ao exame preventivo do câncer de mama, na faixa etária de 50 a 69 anos.

Importante informar que as mulheres não serão atendidas sem agendamento prévio. Por isso, para aquelas que não estão dentro da faixa etária, a orientação é procurar a Unidade de Saúde de referência ou entrar em contato com o Núcleo de Regulação e de Atenção à Saúde.

Os resultados dos exames serão entregues nas Unidades de Saúde de cada paciente, que será comunicada do diagnóstico durante consulta agendada para essa finalidade.

Saiba mais: Núcleo de Regulação e de Atenção à Saúde: (31) 3688-2576 e 3688-1475

 

 

AD Facebook CaminhaoMamografia v2

 

 

A Prefeitura de Lagoa Santa por meio da Secretaria Municipal de Saúde adquiriu uma ambulância e um carro, além de computadores para as Unidades de Saúde da Família (USF).

A ambulância de suporte básico foi comprada com recursos do próprio município que investiu cerca de R$ 137 mil reais no equipamento, que de acordo com a regulamentação da Anvisa, é “destinado ao transporte inter-hospitalar de pacientes com risco de vida conhecido e ao atendimento pré-hospitalar de pacientes com risco de vida desconhecido, não classificado com potencial de necessitar de intervenção médica no local e/ou durante transporte até o serviço de destino.”

O carro será usado para atender as demandas do serviço de atenção primária à saúde, que é aquele que tem por objetivo prevenir doenças por meio da promoção, manutenção e melhoria da saúde. Os computadores também serão ferramentas importantes para agilizar os processos internos da instituição.

 

Convite EntregaAmbulancia novo

A Prefeitura de Lagoa Santa por meio da Secretaria Municipal de Saúde inaugurou no dia 06, quarta-feira, o Ambulatório de Especialidades Médicas do Hospital Dr. Lindouro Avelar. Essa nova porta de entrada de serviços de saúde garantirá “mais dignidade à população”, afirma o secretário municipal de Saúde Gilson Urbano.

Ele argumenta que ao oferecer atendimentos nas especialidades: Cirurgia Geral, Ortopedia, Ginecologia, Urologia e Angiologia, ocorrerá uma redução significativa no tempo de espera entre a consulta, quando o médico indica um determinado procedimento e a sua realização, já que grande parte desses recursos serão oferecidos na unidade hospitalar.

O contrato com a administradora hospitalar prevê serviços complementares com recursos de Raio X, Análise Clínica, ultrassonografia e pequenos procedimentos cirúrgicos de menor complexidade que podem ser realizados com anestesia local, sem necessidade de internação, tais como: sutura, curativos, retirada de pequenas lesões, drenagem de abscesso e remoção de corpos estranhos, entre outros.

O município investirá R$ 648.000,00 (seiscentos e quarenta e oito mil reais) anuais na promoção desses serviços e consultas, um total de 500 mensais. O Hospital continuará a cuidar na internação hospitalar as clínicas: médica, cirúrgica, pediátrica e ortopédica, além da urgência e emergência (Pronto Atendimento). Hoje, mais de 4 mil pessoas são atendidas por mês na unidade.

Na ocasião, Gilson Urbano anunciou que destinará cerca de R$ 320.000,00 (trezentos e vinte mil reais) para a realização de cirurgias eletivas em Lagoa Santa e região, visando suprir demanda reprimida. Todo este conjunto de ações em implantação posicionam a instituição hospitalar como referência microrregional.

Estiveram presentes na cerimônia, a Secretária Municipal de Educação, Nila Rezende, representando o Prefeito Municipal, Rogério Avelar, o Secretário Municipal de Saúde, Gilson Urbano, o Presidente da Câmara Municipal, Juninho Fagundes, o Interventor da Santa Casa de Misericórdia de Lagoa Santa, Paulo Pacheco, o Diretor Geral do Hospital Dr. Lindouro Avelar, Paulo Boschi, o Diretor Técnico e Assistencial, Thiago Araújo Alves e o Membro da Comissão Gestora do Contrato da Santa Casa, João Borges.

 

A Prefeitura de Lagoa Santa por meio da Secretaria de Saúde intensifica as ações de prevenção contra as arboviroses, doenças transmitidas ao homem por picadas de mosquitos, por meio de ações conduzidas pelos Agentes de Controle a Endemias e Agente Comunitários de Saúde, com a finalidade de reduzir as epidemias.

Segundo dados do Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, o mês de outubro registrou 873 novos casos prováveis (confirmados e suspeitos) de Dengue. Esse número é 19% maior em relação ao mesmo período do ano passado, quando havia encerrado com 732 casos da doença.

O balanço mostra que de 1º de janeiro a 30 de outubro, Minas Gerais já soma 27.045 casos prováveis da doença. Nos próximos meses, com a chegada do verão, o número pode aumentar, por isso é preciso redobrar os cuidados para eliminar os focos do Aedes aegypt, transmissor da Dengue, Chikungunya e Zika. O verão é a época do ano marcada pelas chuvas e com o acúmulo das águas em locais impróprios, o mosquito se prolifera e rapidamente a transmissão acontece.

Por essa razão, a prevenção torna-se essencial e ela não é responsabilidade apenas do poder público. A população também precisa fazer sua parte cuidando de suas casas e espaços públicos. As pessoas precisam se educar para agirem no seu dia-a-dia de forma consciente e responsável. São atitudes simples que fazem a diferença.

A melhor forma de prevenir estas doenças é a eliminação do vetor. Como não existem vacinas ou medicamentos que impeçam a contaminação, é necessário diminuir a quantidade de mosquitos que circulam nos ambientes.

O cuidado para evitar a sua proliferação deve ser feito por todos. Eliminar garrafas, sacos plásticos e pneus velhos que ficam expostos à chuva, além de tampar recipientes que acumulam água como caixas d'água e piscina, são fundamentais para este controle.

 

EDUCAÇÃO COMO ALIADA

 

As ações de promoção da saúde, mobilização social, são executadas com foco em toda a comunidade escolar com o Programa Saúde na Escola (PSE), que tem por objetivo mobilizar crianças e jovens no sentido de promover condições de combate aos vetores transmissores das doenças.

Com essas ações busca-se empoderar os alunos como agentes de transformação e replicadores da conscientização da família, dos vizinhos e assim sucessivamente. Ressaltamos a relevância da proposta no sentido de conduzir a população a assumir sua responsabilidade, de forma participativa e eficiente em relação a importância do compromisso de todos nesta luta.

Não há a meios possíveis de controlar a dengue e as demais arboviroses sem que a população assuma a tarefa de cuidar da sua saúde, de cuidar da sua casa, do seu bairro e da sua cidade.

 

Informações atualizadas sobre a Dengue, Chikungunya e Zika no Brasil acesse:

Semana Nacional de combate ao Aedes aegypti conscientiza sobre prevenção: https://goo.gl/NZvjCj

Governo Federal convoca postos de saúde, de assistência social e escolas para combater o mosquito antes do verão: https://goo.gl/dbp44g

Boletim Epidemiológico: https://goo.gl/1TcEn7

 

 FlyerGeraSaude Dengue 15x21cm 1